A nova marca do Be Currículo Bilíngue, com enfoque no Be que representa o ser bilíngue, se tornar bilíngue. Dois balões, um em cor azul e outro em cor verde, representa o trânsito natural entre as duas línguas, o português e o inglês. Por fim, Currículo Bilíngue representa a sabedoria e o conhecimento pedagógico do Be Currículo Bilíngue, como a melhor solução bilíngue para escolas.

Tiramos todas as suas dúvidas sobre Educação Bilíngue

10 min

A Educação Bilíngue é uma das abordagens pedagógicas no cenário educacional contemporâneo.

 

Oferecendo a compreensão e o domínio de duas línguas, juntamente com a imersão em diversas culturas, proporciona aos estudantes diversos benefícios.

 

Neste artigo, abordaremos várias facetas da Educação Bilíngue, incluindo suas abordagens e impactos no processo de aprendizagem dos estudantes.

 

Quais as principais características da Educação Bilíngue?

Resumidamente, a Educação Bilíngue é uma abordagem pedagógica que compreende o ensino de conteúdos acadêmicos em duas línguas distintas.

 

Esta abordagem educacional não apenas desenvolve nos estudantes a fluência em duas línguas, mas também amplia a habilidade de utilizar a língua adicional em contextos acadêmicos e no dia a dia, de modo natural justamente por ser contextualizado e condizente com as respectivas faixas etárias.

 

Ao integrar o ensino de componentes curriculares com a aquisição de uma nova língua, os estudantes são estimulados a desenvolver competências metalinguísticas, além de habilidades cognitivas e culturais.

 

Além disso, o ensino bilíngue, quando bem estruturado, contribui diretamente para a construção da identidade de sujeitos bilíngue hábeis para interagir no mundo atual.

 

Na prática, a Educação Bilíngue não se limita ao ensino de línguas

Ela promove uma imersão, na qual os estudantes aprendem os componentes curriculares, como ciências e geografia, em uma língua adicional.

 

Esta abordagem proporciona uma experiência de aprendizagem rica e diversificada, preparando os estudantes para atuar com confiança e competência no mundo em que vivem.

 

Isso envolve uma combinação equilibrada de exposição linguística, prática contextualizada e desenvolvimento de habilidades de comunicação em ambas as línguas.

 

Para facilitar, listamos as principais características:

  • Ensino em duas línguas: a abordagem bilíngue educa os estudantes em duas línguas durante o processo de aprendizagem, permitindo o uso da língua adicional para conhecer outros componentes curriculares.
  • Desenvolvimento de competências acadêmicas e linguísticas: os estudantes usam ambas as línguas para analisar e comunicar conceitos em diversas áreas do conhecimento.
  • Enfoque no pensamento crítico e na resolução de problemas: a Educação Bilíngue enfatiza o pensamento crítico e habilidades de resolução de problemas, incentivando os estudantes a examinar questões de diferentes perspectivas usando duas línguas.
  • Exposição cultural ampliada: ao ampliar a exposição a diferentes culturas e perspectivas, enriquecemos a compreensão global e promovemos uma mentalidade inclusiva.
  • Preparação para um mundo globalizado: a Educação Bilíngue pode desenvolver habilidades para adaptabilidade, comunicação e colaboração com pessoas de diferentes culturas e idiomas.

Integração é a palavra-chave

Estudos e análises de acadêmicos e profissionais mostraram que a Educação Bilíngue é diferenciada pela promoção de um currículo único, integrado e ministrado em duas línguas, com foco especial no desenvolvimento de competências e habilidades linguísticas e acadêmicas nessas línguas.

 

Portanto, a principal característica da Educação Bilíngue é a integração completa de duas línguas no processo educacional como uma abordagem que inclui o desenvolvimento de competências acadêmicas e a preparação dos estudantes.

 

O que se estuda em uma escola bilíngue?

Em uma escola com ensino bilíngue, o estudo se concentra em oferecer uma educação integrada, onde a segunda língua não é apenas um componente curricular adicional, mas um dos meios de instrução.

 

Em uma escola bilíngue os estudantes desenvolvem conhecimento sobre componentes curriculares como Ciências, Geografia, Matemática, História e Artes, tanto na língua de nascimento quanto na adicional. Desse modo, o currículo é projetado para garantir que os estudantes desenvolvam competências linguísticas, acadêmicas e sociais nas duas línguas.

 

Com o Currículo Be, por exemplo, os componentes curriculares são lecionadas na Língua Inglesa, aprimorando a habilidade dos estudantes de pensar e raciocinar em inglês.

 

As escolas parceiras do Be recebem assessoria pedagógica para a realização de projetos que estimulem a integração do conteúdo e da língua, promovendo desenvolvimento cognitivo e preparando os estudantes.

 

Mais do que isso, a Educação Bilíngue também enfatiza o contato com diferentes culturas e costumes, ampliando a visão de mundo dos estudantes e proporcionando-lhes uma compreensão mais profunda de diversas perspectivas culturais.

 

É importante notar que a escola bilíngue exige um planejamento cuidadoso e adaptações na estrutura da instituição, na formação dos professores e na seleção de materiais didáticos adequados para garantir uma experiência imersiva eficaz nos dois idiomas.

 

O que uma escola precisa ter para ser bilíngue?

Para uma escola ser bilíngue, ela precisa atender a alguns requisitos, como, por exemplo, oferecer um currículo que integre a educação em duas línguas de forma coesa e em consonância com parâmetros nacionais de Educação (como a BNCC), onde a língua adicional não é apenas um componente curricular.

 

Isso exige planejamento curricular cuidadoso e que alinhe os objetivos educacionais em ambas as línguas.

 

Confira alguns dos requisitos:

 

A escola deve contar com educadores qualificados e fluentes.

Estes educadores devem conseguir trabalhar não apenas a Língua Inglesa como componente curricular, mas utilizar a língua adicional para apresentar, compartilhar e aprofundar conceitos de outros conteúdos.

Além disso, é importante que a escola forneça formação continuada aos educadores para garantir que estejam atualizados com as melhores práticas de Educação Bilíngue.

 

A infraestrutura física da escola também desempenha um papel importante.

Salas de aula devem ser equipadas com materiais didáticos e recursos didáticos que dão suporte ao processo de aprendizado em duas línguas. Isso pode incluir livros, tecnologias educacionais e recursos audiovisuais exclusivamente em inglês.

Essas e outras ações podem contribui para a criação de um ambiente de aprendizagem inclusivo que respeita as individualidades dos aprendizes, além de promoverem uma imersão cultural e linguística que terá impacto direto na formação de sujeitos críticos e respeitosos.

 

Avaliações ajudam a manter o progresso.

A escola também precisa implementar métodos de avaliação adequados e coerentes com cultura de avaliação da escola, sempre na expectativa de que reflitam o progresso dos estudantes em ambas as línguas. Essas avaliações devem considerar as habilidades linguísticas, cognitivas e acadêmicas dos estudantes.

 

Diálogo constante com as famílias.

A escola precisa manter um diálogo aberto e constante com as famílias, informando-as sobre o os objetivos do Currículo de Educação Bilíngue e como elas podem apoiar o aprendizado bilíngue em casa.

Em resumo, para oferecer um ensino bilíngue realmente transformador, a escola precisa de um currículo integrado, professores qualificados, infraestrutura adequada, um ambiente imersivo e métodos de avaliação apropriados, além de uma comunicação eficaz com as famílias. Esse é um processo que, com a orientação e o suporte de experts no assunto, pode trazer grandes evoluções para toda escola.

 

O que gestores de escolas bilíngues precisam saber?

O Be presta assessoria pedagógica para acompanhar e apoiar as escolas na implementação e execução do Currículo Bilíngue.

 

A assessoria pedagógica auxilia a escola de maneira personalizada, conforme as necessidades e o contexto de cada instituição, orientando sobre como integrar os currículos e adaptar os recursos para atender a diversidade de perfis de estudantes, educadores e famílias.

 

A assessoria também mantém as escolas informadas sobre o progresso e os acontecimentos relacionados ao Currículo Bilíngue, fornecendo documentação pedagógica traduzida para o português, para que os gestores possam acompanhar tudo, mesmo na ausência de fluência no inglês.

 

Além disso, os gestores tem acesso a relatórios de ações e acompanhamento dos professores com todos os processos, etapas, entregas e pontos de desenvolvimento.

 

Desse modo, mantendo sua identidade e história, a escola valoriza tanto a língua de nascimento quanto a língua adicional, tratando-as com igual importância no processo educativo.

 

Quais os benefícios da Educação Bilíngue?

A Educação Bilíngue proporciona benefícios que vão além do aprendizagem de uma língua adicional. O ensino bilíngue proporciona benefícios significativos, tanto no desenvolvimento acadêmico quanto pessoal dos estudantes.

 

Fluência e competência em duas línguas.

A Educação Bilíngue não pode se restringir apenas ao aprendizado da capacidade de se comunicar, mas também inclui o entendimento cultural e a capacidade de pensar e se expressar em ambas as línguas.

 

Essa habilidade é particularmente valiosa em um mundo globalizado, onde a comunicação intercultural e as competências linguísticas são ativos importantes.

 

Benefícios Cognitivos

Pesquisas mostram que indivíduos bilíngues têm maior capacidade de multitarefa, melhor memória e atenção aprimorada.

 

Isso ocorre porque o cérebro de uma pessoa bilíngue está constantemente ativo, alternando entre dois sistemas linguísticos, aumentando a agilidade mental.

 

Perspectiva Cultural Ampliada

Outra vantagem é a ampliação da perspectiva cultural. Por meio da Educação Bilíngue, os estudantes são expostos a diferentes culturas, tradições e modos de vida, promovendo uma maior compreensão e respeito pela diversidade, preparando-os para interagir de forma mais eficaz em uma sociedade multicultural.

 

Criatividade e Resolução de Problemas

A Educação Bilíngue também aprimora as habilidades de resolução de problemas.

 

A necessidade de processar informações e se expressar em duas línguas desenvolve um pensamento mais flexível e criativo. Essas habilidades são fundamentais em muitos campos profissionais e na vida.

 

Desenvolvimento da Empatia

Estudantes bilíngues muitas vezes se mostram mais capazes de entender e se conectar com pessoas de diferentes origens, uma habilidade essencial em um mundo cada vez mais interconectado.

 

Ou seja, os benefícios da Educação Bilíngue são abrangentes, impactando positivamente diversas áreas do desenvolvimento humano.

 

Quais as maiores dificuldades das Educação Bilíngue?

A Educação Bilíngue é, antes de tudo, Educação. Como tal, traz consigo desafios para toda comunidade escolar.

 

Para os estudantes, um dos principais desafios é o desenvolvimento de proficiência em ambas as línguas, especialmente se uma delas não é falada no ambiente doméstico.

 

Isso pode levar a uma fase de ajuste, quando enfrentarão dificuldades iniciais na compreensão e expressão em uma língua que não é sua língua de nascimento.

 

Esse desafio é particularmente acentuado para estudantes que começam a Educação Bilíngue mais tarde, que podem ter que superar barreiras linguísticas e se adaptar a novas estruturas gramaticais e de vocabulário.

 

A carga cognitiva para os estudantes em um ambiente bilíngue é geralmente mais alta

Eles precisam absorver o conteúdo acadêmico, mas também processá-lo em duas línguas distintas. Isso pode ser mentalmente exigente e às vezes levar a uma sobrecarga cognitiva, especialmente em fases iniciais do aprendizado.

 

Para os professores, um dos desafios é garantir que os estudantes alcancem a competência tanto no conteúdo acadêmico quanto na língua adicional.

 

Por exigir habilidades pedagógicas especializadas e uma compreensão profunda de como ensinar e avaliar em um ambiente bilíngue, os educadores precisam adaptar suas estratégias de ensino para atender às necessidades de todos os estudantes.

 

Por isso, o Currículo Be apresenta aos educadores planos de aulas revolucionários, que prevêem em seu DNA uma série de práticas e orientações que transformar as aulas em oportunidades leves, divertidas, com muita mão na massa e expeciência real da língua.

 

Em resumo, enquanto a Educação Bilíngue oferece benefícios significativos, também traz desafios que exigem recursos, treinamento especializado e um comprometimento de toda a comunidade escolar.

 

Qual é o papel do educador bilíngue?

Em uma abordagem de Educação Bilíngue, o papel dos educadores é fundamental e multidimensional. Com a responsabilidade de facilitar o aprendizado em duas línguas, seu papel vai muito além do ensino da língua.

 

Além de proporcionar a aquisição da língua adicional, os educadores bilíngues devem integrá-la ao processo de aprendizagem de componentes curriculares.

 

Eles usam a língua adicional como meio de instrução para componentes curriculares como Ciências, Geografia, Matemática, História e Artes, proporcionando aos estudantes a aprendizagem desses conteúdos enquanto praticam e aprimoram suas habilidades linguísticas.

 

Outro papel do educador bilíngue é a promoção da interculturalidade. Sendo responsáveis por viabilizar a experiência da cultura associada à língua adicional, os estudantes desenvolvem uma compreensão mais profunda e um respeito pelas diferenças culturais.

 

Isso é essencial para preparar os estudantes para interagir e colaborar em um contexto global.

 

Adaptação das abordagens de ensino é a melhor estratégia

Os educadores bilíngues podem adaptar suas abordagens de ensino para atender às necessidades de estudantes com diferentes níveis de proficiência linguística.

 

Isso pode incluir a utilização de estratégias diferenciadas, recursos visuais, atividades práticas e tecnologia educacional para tornar o aprendizado acessível e envolvente para todos os estudantes.

 

Ou seja, é o papel do educador que contribui para o sucesso da Educação Bilíngue.

 

Eles são não apenas instrutores, mas facilitadores de uma educação global, interdisciplinar e intercultural, desempenhando um papel-chave na formação de estudantes competentes, confiantes e culturalmente conscientes.

 

Respostas que geram novas perguntas

As dimensões da Educação Bilíngue causam impacto cada vez mais significativo no cenário educacional.

 

Mas o assunto está longe de se esgotar.

 

Cada tópico abordado abre portas para novas perguntas e descobertas. Que outras inovações a Educação Bilíngue pode trazer? Como ela se adapta às diferentes culturas e contextos educacionais?

 

Para responder a estas e outras questões, convidamos você a conversar com um de nossos consultores e planejar um futuro bilíngue para sua escola!

Picture of Flávia Fulgêncio

Flávia Fulgêncio

MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, é formada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais e em Administração de Empresas pela PUC-MG. Com 27 anos de experiência em ESL (English as a Second Language) e EFL (English as a Foreign Language), Flávia Fulgêncio é autora de material didático para o anos iniciais do Ensino Fundamental. Atualmente é Diretora Pedagógica do Be - Currículo Bilíngue.
Search

Conteúdos mais lidos

A presença do meio virtual tem sido indiscutivelmente benéfica para a civilização humana uma vez que tem contribuído diretamente para

No Brasil cerca de 2 milhões de pessoas apresentam diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista TEA Alguns dos desafios dessas