A nova marca do Be Currículo Bilíngue, com enfoque no Be que representa o ser bilíngue, se tornar bilíngue. Dois balões, um em cor azul e outro em cor verde, representa o trânsito natural entre as duas línguas, o português e o inglês. Por fim, Currículo Bilíngue representa a sabedoria e o conhecimento pedagógico do Be Currículo Bilíngue, como a melhor solução bilíngue para escolas.

O que não é um Currículo de Educação Bilíngue?

4 min

A Educação Bilíngue é uma tendência no Brasil, com muitas escolas e instituições educacionais buscando implementar programas que buscam o desenvolvimento da fluência em mais de uma língua.

 

No entanto, é importante compreender que nem todos os programas que se autodenominam “bilíngues” atendem aos critérios entendidos como necessários para a promoção de um ensino bilíngue.

 

Neste artigo, exploraremos o que NÃO é um Currículo de Educação Bilíngue e como identificar as características que o fazem verdadeiramente eficaz.

 

Aulas isoladas de língua

Um programa bilíngue muitas vezes se resume a aulas de língua isoladas.

 

Um currículo de Educação Bilíngue, não.

 

A simples inclusão de aulas de espanhol, francês, inglês ou qualquer outra língua em um currículo não faz com que o currículo seja verdadeiramente bilíngue.

 

Para ser considerado bilíngue, o currículo deve integrar o ensino da língua adicional em todo o processo de aprendizagem, permitindo que os estudantes apliquem a língua em contextos reais no desenvolvimento de suas habilidades e competências.

 

Por exemplo, com o Currículo Be, o estudante irá aprender Ciências, Geografia, participar de debates sobre questões históricas e culturais, tudo em inglês, cumprindo com os objetivos da Base Nacional Comum Curricular.

 

Essa rotina vai aprimorar suas habilidades linguísticas, ao mesmo tempo em que irá prepará-lo para a fluência em situações do mundo real onde a comunicação, os conhecimentos acadêmicos e a integração cultural são habilidades valiosas.

 

Uso limitado da Língua Inglesa

O Currículo de Educação Bilíngue não se restringe ao ensino passivo da língua adicional, como apenas a compreensão auditiva ou leitura.

 

Ao possibilitar ao estudante a oportunidade de viver a língua de maneira ativa, envolvendo-os em conversas, debates e projetos em Língua Inglesa, damos ênfase na comunicação eficaz e na proficiência, e do conhecimento estrutural da língua.

 

Indo além disso, os estudantes podem colaborar em projetos transdisciplinares aplicando suas habilidades linguísticas e conhecimentos no mundo real. Esses projetos podem abordar questões sociais, científicas, culturais ou históricas e permitem que os estudantes vejam o valor prático de seu domínio do idioma.

 

Falta de cultura e contexto

A língua não existe em um vácuo.

 

Enquanto um programa bilíngue foca prioritariamente no idioma, o Currículo de Educação Bilíngue incorpora a cultura e o contexto em que a língua é falada, permitindo que os estudantes compreendam as nuances culturais e as diferenças que estão intrinsecamente ligadas ao idioma, tornando a experiência de aprendizagem mais rica, autêntica e com responsabilidade social.

 

Nas aulas de World Cultures & Geography do Currículo Be, por exemplo, o estudante desenvolve habilidades, conhecimento e análise de fatos da cultura, Geografia e História mundial de acordo com a BNCC, tudo isso por meio da Língua Inglesa.

 

 

Falta de integração com outras disciplinas

Educação Bilíngue não é aumentar a quantidade de horas em que o estudante passa aprendendo o idioma.

 

Em um Currículo de Educação Bilíngue, a língua adicional não é uma disciplina separada, mas integrada aos componentes curriculares. Desse modo, os estudantes utilizam o idioma para aprender conteúdos escolares em diversas áreas.

 

Ao integrar a língua inglesa a diferentes componentes curriculares, os estudantes têm a oportunidade de ampliar seus horizontes e desenvolver uma compreensão global mais profunda, podendo explorar questões de forma mais ampla, considerando perspectivas de diferentes culturas e países.

 

 

Na dúvida, se informe

É importante ter em mente que apesar da variedade de proposições de soluções bilíngues, um currículo de Educação

 

Bilíngue genuíno vai muito além de simplesmente ensinar uma língua adicional.

 

Além das competências e habilidades acadêmicas, ele abraça a língua, cultura e contexto e promove a diversidade linguística. O Currículo Be integra a língua adicional em todas as áreas do conhecimento e à cultura da escola, sem que isso impacte negativamente no desenvolvimento das habilidades e competências previstas na BNCC. A verdadeira Educação Bilíngue capacita os estudantes a se tornarem cidadãos globais competentes e responsáveis, abrindo portas para novas perspectivas, culturas e oportunidades.

 

Ao considerar um parceiro para a Educação Bilíngue, certifique-se de avaliar se atende aos critérios discutidos aqui. Dessa forma, você poderá fazer uma escolha consciente e colher os benefícios de uma verdadeira Educação Bilíngue.

Picture of Flávia Fulgêncio

Flávia Fulgêncio

MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, é formada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais e em Administração de Empresas pela PUC-MG. Com 27 anos de experiência em ESL (English as a Second Language) e EFL (English as a Foreign Language), Flávia Fulgêncio é autora de material didático para o anos iniciais do Ensino Fundamental. Atualmente é Diretora Pedagógica do Be - Currículo Bilíngue.
Search

Conteúdos mais lidos

O Ensino por Investigação pode ser o que sua escola precisa para tornar a aprendizagem envolvente e despertar a curiosidade

nbsp Há muita desinformação espalhada por aí sobre a Educação Bilíngue De confusões legítimas e desconhecimento dos processos de