As maiores mentiras sobre a Educação Bilíngue

4 min

 

Há muita desinformação espalhada por aí sobre a Educação Bilíngue. De confusões legítimas e desconhecimento dos processos de aprendizagem a notícias falsas, todo mundo parece ter uma opinião sobre o que é o currículo de Educação Bilíngue.

 

Neste artigo vamos esclarecer as maiores confusões sobre a Educação Bilíngue.

 

O bilinguismo atrapalha o desenvolvimento cognitivo

O bilinguismo NÃO prejudica o desenvolvimento cognitivo.

 

Pelo contrário, há uma literatura abrangente e diversos estudos científicos que mostram que aprender mais de uma língua pode ter vários benefícios cognitivos.

 

Aprender e usar dois ou mais idiomas pode aprimorar a capacidade de encontrar soluções criativas para problemas, tornar a mente mais flexível e adaptável em situações desafiadoras, melhorar a capacidade de concentração e a habilidade de ignorar distrações.

 

No entanto, a experiência de aprendizagem bilíngue pode variar a depender da qualidade da educação e do Currículo Bilíngue ao qual o estudante está submetido.

 

Vários fatores, incluindo a exposição às línguas de maneira limitada e a falta de integração cultural podem influenciar o nível de desenvolvimento cognitivo.

 

Educação Bilíngue só funciona se for desde cedo

Embora seja verdade que a exposição precoce a duas línguas pode levar a uma aquisição mais natural e fluente, é perfeitamente possível implementar um currículo de Educação Bilíngue para todas as idades.

 

Crianças e adolescentes podem se tornar fluentes em uma segunda língua por meio de um currículo de Educação Bilíngue estruturado, onde componentes curriculares serão desenvolvidos naturalmente em duas línguas.

 

Importante ressaltar que um currículo de Educação Bilíngue não apenas ensina o inglês, mas prepara o estudante para enfrentar os desafios escolares, a desenvolver competências e a diminuir o impacto das fronteiras ao transitar livremente pelos conceitos educacionais em ambos os idiomas.

 

Educação Bilíngue faz a criança confundir os idiomas

Fake News!

 

Estudantes que sejam expostos a um Currículo Bilíngue tendem a desenvolver repertório linguístico mais amplo, o que pode estimular a antecipação da consciência metalinguística.

 

Isso significa que essas crianças podem ter a capacidade de perceber que um objeto ou conceito pode ser representado por diferentes palavras. Por exemplo, para se referir à um cachorro a criança pode usar várias palavras: cão, cachorro, totó, au au, dog ou puppy.

 

Esse desenvolvimento linguístico enriquecido tem benefícios significativos no processo de aprendizagem, ajudando as crianças a compreenderem as complexidades da linguagem e a se adaptarem a diferentes sistemas linguísticos com mais facilidade.

 

Portanto, o ensino Bilíngue pode proporcionar às crianças uma base sólida para o desenvolvimento linguístico e cognitivo.

 

Educação Bilíngue não cumpre requisitos da BNCC

Cumpre sim!

 

O Currículo Be, em constante evolução e atualização, atende integralmente aos objetivos e requisitos estabelecidos pela BNCC para o desenvolvimento de habilidades e competências, com foco no uso do inglês para essa finalidade, enriquecendo o repertório dos estudantes, ampliando suas perspectivas e estimulando novos modos de pensamento à medida que progridem em seus estudos.

 

Ao combinar a estrutura curricular do ensino brasileiro a nossa parceria exclusiva para os conteúdos de Ciências e Geografia com a National Geographic Learning, garantimos o acesso a recursos pedagógicos e didáticos autênticos que facilitam a aquisição da língua e promovem o desenvolvimento do pensamento crítico, não apenas no conteúdo curricular, mas também nas demais áreas do conhecimento.

 

Isso contribui para uma educação mais abrangente para os estudantes e em total consonância com as diretrizes curriculares nacionais.

 

A ciência vista como uma vela acesa no escuro

É possível traçar uma evolução histórica da literatura sobre a Educação Bilíngue que possa ter dado origem aos mitos e inverdades sobre os benefícios do aprendizado em múltiplos idiomas.

 

No entanto, a literatura moderna e as pesquisas científicas mais recentes têm sido claras quanto aos benefícios cognitivos e sociais que o ensino de uma língua adicional integrada ao currículo escolar podem causar ao estudante.

 

Talvez, a maior mentira sobre a Educação Bilíngue é que a língua deva ser adquirida em separado à experiência de aprendizagem, não como parte integrante, mas como uma experiência descolada e abstrata.

 

O Currículo Be ajuda escolas navegando em águas bilíngues, capacitando educadores e estudantes a atingirem seus objetivos curriculares.

 

Fale com um de nossos consultores para solucionar suas dúvidas!

Flávia Fulgêncio

Flávia Fulgêncio

MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, é formada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais e em Administração de Empresas pela PUC-MG. Com 27 anos de experiência em ESL (English as a Second Language) e EFL (English as a Foreign Language), Flávia Fulgêncio é autora de material didático para o anos iniciais do Ensino Fundamental. Atualmente é Diretora Pedagógica do Be - Bilingual Education.
Search

Conteúdos mais lidos

Aqui no Be, seguimos a premissa do “Walk the Talk”, ou seja, nós fazemos, por meio de ações e atitudes,

  Há muita desinformação espalhada por aí sobre a Educação Bilíngue. De confusões legítimas e desconhecimento dos processos de aprendizagem